Dia Mundial da Luta Contra as Hepatites Virais

 

 

A hepatite é a inflamação do fígado e seu desenvolvimento pode ser causado por vírus, uso de medicamentos, álcool, drogas, assim como doenças autoimunes, metabólicas e genéticas. As hepatites virais são classificadas por letras do alfabeto em A, B, C, D (Delta) e E. Conhecida por ser uma patologia silenciosa devido aos sintomas pouco aparentes, a doença faz parte de um grave problema de saúde pública no Brasil e no mundo.

Segundo dados da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), atualmente temos no mundo 560.000 casos novos por ano de pacientes com câncer hepático, destes 80% estão relacionados à hepatite crônica, porém as hepatites virais são as principais causas de câncer no fígado.

De acordo com a Infectologista Dra. Margarete Vilins, Coordenadora da Comissão de Epidemiologia Hospitalar do Hospital Santa Marcelina de Itaquera, a doença pode ser diagnosticada pelo teste rápido e testes sorológicos. A especialista explica ainda, que a principal forma de prevenção é a vacinação, que deve ocorrer no nascimento, bem como no segundo, quarto e sexto meses de vida. Já os adultos que não se vacinaram, é importante verificar a situação sorológica e completar o esquema de vacinação com três doses.

“Outra maneira de prevenção para a Hepatite B e C é evitar o compartilhamento de agulhas, lâminas de barbear, alicates de unha e objetos cortantes. Além do cuidado com a higiene pessoal, Outro ato para prevenção da Hepatite A é a lavagem dos alimentos. Outra atitude importante é realizar o pré-natal, dessa forma pode-se evitar a transmissão da mãe para o bebê no parto”, afirma a especialista.

Previna-se!